Aporte emergencial de R$ 1 milhão do governo federal ajuda a amenizar situação enfrentada pela Santa Casa de Campo Mourão

Aporte emergencial de R$ 1 milhão do governo federal ajuda a amenizar situação enfrentada pela Santa Casa de Campo Mourão

Com o anúncio da disponibilização pelo Ministério da Saúde de R$ 1 milhão em recursos emergenciais para o Hospital Santa Casa de Campo Mourão, para custeio da Atenção Especializada à Saúde, o governo federal busca amenizar o drama enfrentado por uma instituição voltada em 98% de sua capacidade ao atendimento dos pacientes na fila do Sistema Único de Saúde (SUS). Referência no pronto-atendimento e nos serviços públicos de atenção materno-infantil para cerca de 340 mil moradores dos 25 municípios de abrangência da Comcam – Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão –, a Santa Casa enfrenta a pior crise dos seus 69 anos de existência. 

“A notícia do aporte de recursos, viabilizados pelo esforço e dedicação do deputado federal Zeca Dirceu em representar o apelo da nossa comunidade junto ao Ministério da Saúde, enche-nos de esperança e nutre a gente de expectativas quanto à continuidade do trabalho realizado pela nossa Santa Casa”, diz a presidente do hospital, Mariceli Bronoski“Sem a prestação desse serviço oferecido, a população teria de recorrer a outras cidades-pólo, bem mais distantes, ou até à capital, Curitiba, que fica aproximadamente 450 Km de Campo Mourão”, argumenta.

Esse recurso da Atenção Especializada do Ministério da Saúde foi disponibilizado esta semana, em caráter emergencial, a ser pago em parcela única, para 25 instituições de 11 municípios do Paraná e soma cerca de R$ 50 milhões para o Estado e significa também a destinação de quase meio bilhão de reais para assegurar o atendimento à saúde em todo o país”, informa o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), líder da bancada do partido do Presidente Lula na Câmara dos Deputados. “É fruto do compromisso genuíno do Governo Lula com as necessidades do povo brasileiro”, completa.

Ao todo, Campo Mourão terá disponível ainda R$ 5 milhões para o Pronto-Socorro local (Sistema Integrado de Saúde do Norte do Paraná – Sisnor) e outros R$ 500 mil para o município, somando um aporte de R$ 6,5 milhões. 

O recurso disponibilizado à Santa Casa vai possibilitar a manutenção do serviço prestado nas especialidades de maternidade, gestação de alto risco, UTI neonatal, pediatria, UTI adulto, pronto-atendimento, clinica médica e oncologia. “Estamos imensamente gratos pela parceria com o mandato do deputado Zeca Dirceu que, já em repetidas situações, tem nos proporcionado imprescindível apoio e priorizado as demandas que são corriqueiras na Santa Casa de Campo Mourão, até pela natureza do nosso trabalho abnegado em favor da comunidade”, finaliza a presidente do hospital.